DECORAÇÃO: AP EM IPANEMA

Ah como eu amo começar a semana com decoração aqui no blog…pelas estatísticas do WordPress vocês também amam esse assunto, né? E hoje o decor é na cidade maravilhosa, em frente a Praia de Ipanema. Aliás esse ap traz algo inusitado…uma sauna em plena sala com vista para o mar…diferente e poderoso, não é mesmo?

Fonte: Casa&Jardim

BENEFÍCIOS DA ACEROLA

Amo subir até a aceroleira que tem aqui no condomínio! Ela está sempre cheia dessas frutinhas vermelhas e charmosas. Amo suco de acerola…refrescante e cheio de benefícios para a saúde!

BENEFÍCIOS DA ACEROLA

  • Tem mais vitamina C que a laranja;
  • Rica em flavonoide;
  • Possui vitaminas A, B1 e B6;
  • Contém minerais como fósforo, ferro, potássio, magnésio e cálcio;
  • Antioxidante, ajuda no combate ao envelhecimento precoce.

PROPRIEDADES DA ACEROLA:

Por ser a fruta com maior teor em vitamina C, a acerola apresenta propriedades antioxidantes, além de estimular a síntese de colágeno, componente fundamental para manter a saúde dos ossos e tecidos conectivos.

– Também combate à fadiga, esgotamento nervoso e estresse, além de contar com propriedades anti-infecciosas, que ajudam a estimular as defesas do organismo.

– Devido a sua riqueza em minerais a acerola é um bom remineralizante. Isso porque sua alta concentração em flavonoides e antocianinas lhe conferem propriedades antioxidantes, tornando-a eficaz na prevenção de doenças cardíacas e câncer.

– É indicada para auxiliar em casos de afecções pulmonares, tratamento de disenterias, cicatrização de feridas, gripes, hemorragias nasais e gengivais, dores musculares, reumatismo, anemia, doenças do fígado e dietas para pessoas em recuperação de desgastes físicos e desnutridas, por exemplo.

Fonte: abafrutas.org

Delícia de domingo…caminhada com meu amor no condomínio, pegar acerola e fazer um suco fresquinho para o café da manhã!

MODA SUSTENTÁVEL: BRECHÓ EM RIBEIRÃO PRETO

Não sei vocês, mas eu amo um brechó. Acho incrível ter a possibilidade de comprar marcas que jamais teria acesso por um preço mais acessível! Em Paris não podia ver um brechó que já queria entrar…pena que sem falar o idioma fica difícil se comunicar com os parisienses!

O conceito de vender peças usadas surgiu na Europa e no Brasil no século 19. Na Europa se tornou popular devido ao caos gerado pelas grandes guerras. O termo brechó surgiu no Brasil por causa de um mascate chamado Belchior que vendia roupas e sapatos de segunda mão. Como seu nome era considerado complicado, passou a ser chamado de brechó.

Existem brechós em muitos lugares e aqui em Ribeirão Preto eu indico o Adorei Boutique Brechó (@adoreibrecho). Marcas famosas por um preço incrível! A curadoria impecável da Melissa e da Renata faz com que as peças, mesmo sendo usadas, pareçam novas.

Ontem fui até lá conhecer e fiquei encantada! Não conseguia parar de provar os looks! Vale muito a pena!

Vestido curto Linda de Morrer e sandália Luiza Barcelos Vestido longo Letage e sandália Arezzo

Camisa Le Lis Blanc, calça Carina Duek e scarpin Tufi Duek Chemise Oh, Boy, tênis preto Schutz, tênis colorido Asics…percebam a dificuldade de escolher um só!

Conjunto vermelho Letage e sandálias Luiza Barcelos Vestido Patachou e sandálias Via Uno

Blusa e short não são de marcas conhecidas, mas são lindos! A rasteira é Via Mia. Blusa Maria Filó e jeans sem marca conhecida, mas veste MUITO BEM.

Esses dois looks me deixaram apaixonada…não são de marcas conhecidas, mas são impecáveis.

Um mais lindo que o outro, não?

BENEFÍCIOS DA CAMINHADA

  1. < SORRY, MAS ODIEI A ATUALIZAÇÃO DO WORDPRESS….NÃO ESTOU CONSEGUINDO FAZER VÁRIAS COISAS COMO TIRAR O RAIO DESSE NÚMERO, ESTÁ INSUPORTÁVEL! > Oi meus amores….desde o dia primeiro do ano estou caminhando todos os dias bem cedinho e tem feito muito bem para minha saúde física e mental. Por isso fui buscar os benefícios da caminhada para incentivar vocês a começarem também! É uma atividade maravilhosa, barata (você só precisará de um tênis bom) e você pode praticar onde e quando quiser! Achei as explicações que encontrei no site MINHAVIDA.COM.BR super completas…
  1. MELHORA A CIRCULAÇÃO:
    Um estudo feito pela USP, de Ribeirão Preto, provou que caminhar durante aproximadamente 40 minutos é capaz de reduzir a pressão arterial durante 24 horas após o término do exercício. Isso acontece porque, durante a prática do exercício, o fluxo de sangue aumenta, levando os vasos sanguíneos a se expandirem, diminuindo a pressão. Além disso, a caminhada faz com que a as válvulas do coração trabalhem mais, melhorando a circulação de hemoglobina a e oxigenação do corpo. “Com o maior bombeamento de sangue para o pulmão, o sangue fica mais rico em oxigênio. Somado a isso, a caminhada também faz as artérias, veias e vasos capilares se dilatarem, tornando o transporte de oxigênio mais eficiente às partes periféricas do organismo, como braços e pernas”, explica o fisiologista Paulo Correia.
  2. DEIXA O PULMÃO MAIS EFICIENTE:
    O pulmão também é bastante beneficiado quando caminhamos. De acordo com Paulo Correia, as trocas gasosas que ocorrem nesse órgão passam a ser mais poderosas quando caminhamos com frequência. Isso faz com que uma quantidade maior de impurezas saia do pulmão, deixando-o mais livre de catarros e poeiras. “A prática da caminhada, se aconselhada por um médico, pode ajudar também a dilatar os brônquios e prevenir algumas inflamações nas vias aéreas, como bronquite. Em alguns casos mais simples, ela tem o mesmo efeito de um xarope bronco dilatador”, explica.
  3. COMBATE A OSTEOPOROSE:
    O impacto dos pés com o chão tem efeito benéfico aos ossos. A compressão dos ossos da perna, e a movimentação de todo o esqueleto durante uma caminhada faz com que haja uma maior quantidade estímulos elétricos em nossos ossos, chamados de piezelétrico. Esse estímulo facilita a absorção de cálcio, deixando os ossos mais resistentes e menos propensos a sofrerem com a osteoporose. “Na fase inicial da perda de massa óssea, a caminhada é uma boa maneira de fortalecer os ossos. Mesmo assim, quando o quadro já é de osteoporose, andar frequentemente pode diminuir o avanço da doença”, diz o fisiologista da Unifesp.
  4. AFASTA A DEPRESSÃO:
    Durante a caminhada, nosso corpo libera uma quantidade maior de endorfina, hormônio produzido pela hipófise, responsável pela sensação de alegria e relaxamento. Quando uma pessoa começa a praticar exercícios, ela automaticamente produz endorfina. Depois de um tempo, é preciso praticar ainda mais exercícios para sentir o efeito benéfico do hormônio. “Começar a caminhar é o inicio de um círculo vicioso. Quando mais você caminha, mais endorfina seu organismo produz, o que te dá mais ânimo. Esse relaxamento também faz com que você esteja preparado para passar cada vez mais tempo caminhando”, explica Paulo Correia.
  5. AUMENTA SENSAÇÃO DE BEM ESTAR:
    Uma breve caminhada em áreas verdes, como parques e jardins, pode melhorar significativamente a saúde mental, trazendo benefícios para o humor e a autoestima, de acordo com um estudo feito pela Universidade de Essex, no Reino Unido. Comparando dados de 1,2 mil pessoas de diferentes idades, gêneros e status de saúde mental, os pesquisadores descobriram que aqueles que se envolviam em caminhadas ao ar livre – ou modalidades como ciclismo, jardinagem, pesca, canoagem, equitação e agricultura -, apresentavam efeitos positivos em relação ao humor e à autoestima, mesmo que essas atividades fossem praticadas por apenas alguns minutos diários.
  6. DEIXA O CÉREBRO MAIS SAUDÁVEL:
    Caminhar diariamente é um ótimo exercício para deixar o corpo em forma, melhorar a saúde e retardar o envelhecimento. Entretanto, um novo estudo da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, mostra que esse efeito antienvelhecimento do exercício pode ser possível também em relação ao cérebro, ao aumentar seus circuitos e reduzir os riscos de problemas de memória e de atenção. “Os estímulos que recebemos quando caminhamos aumento a nossa coordenação e fazem com que nosso cérebro seja capaz de responder a cada vez mais estímulos, sejam eles visuais, táteis, sonoros e olfativos”, comenta Paulo Correia. Outro estudo feito pela Universidade de Pittsburgh afirma que as pessoas que caminham em média 10 km por semana apresentam metade dos riscos de ter uma diminuição no volume cerebral. Isso pode ser um fator decisivo na prevenção de vários tipos de demência, inclusive à doença de Alzheimer, que mata lentamente as células cerebrais.
  7. DIMINUI A SONOLÊNCIA:
    A caminhada durante o dia faz com que o nosso corpo tenha um pico na produção de substâncias estimulantes, como a adrenalina. Essa substância deixa o corpo mais disposto durante as horas subsequentes ao exercício. Somado a isso, a caminhada melhora a qualidade do sono de noite. “Como o corpo inteiro passa a gastar energia durante uma caminhada, o nosso organismo adormece mais rapidamente no final do dia. Por isso, poucas pessoas que caminham frequentemente têm insônia e, consequentemente, não tem sonolência no dia seguinte”, completa o especialista da Unifesp.
  8. EMAGRECE:
    Sim, caminhada emagrece! E esse talvez seja o benefício mais famoso da caminhada. “É claro que caminhar emagrece. Se você está acostumado a gastar uma determinada quantidade de energia e começa a caminhar, o seu corpo passa a ter uma maior demanda calórica que causa uma queima de gorduras localizadas”, afirma Paulo Correia. E o papel da caminhada na perda de peso não para por aí. Pesquisadores da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, mostrou que, mesmo horas depois do exercício, a pessoa continua a emagrecer devido à aceleração do metabolismo causada pelo aumento na circulação, respiração e atividade muscular. A conclusão foi de que os músculos dos atletas convertem constantemente mais energia em calor do que os de indivíduos sedentários. Isso ocorre porque quem faz um treinamento intensivo de resistência, como é o caso da caminhada, tem um metabolismo mais acelerado.
  9. CONTROLA A VONTADE DE COMER:
    Um estudo recente feito por pesquisadores da Universidade de Exeter, na Inglaterra, sugere que fazer caminhadas pode conter o vício de comer – especialmente chocolate. Durante o estudo, foram avaliadas 25 pessoas que consumiam uma quantidade de pelo menos 100 gramas por dia de chocolate. Os chocólatras tiveram que renunciar ao consumo do doce e foram divididos em dois grupos, sendo que um deles faria uma caminhada diária. Os pesquisadores perceberam que não comer o chocolate, juntamente com o estresse provocado pelo dia a dia, aumentava a vontade de consumir o doce. Mas, uma caminhada de 15 minutos em uma esteira proporciona uma redução significativa da vontade pela guloseima. “Além de ocupar o tempo com outra coisa que não seja a comida, a caminhada libera hormônios, como a endorfina, que relaxam e combatem o estresse, efeito que muitas pessoas buscam compulsivamente na comida”, afirma Paulo Correia.
  10. PROTEGE CONTRA DERRAMES E INFARTOS:
    Quem anda mantém a saúde protegida das doenças cardiovasculares. Por ajudar a controlar a pressão sanguínea, caminhar é um fator de proteção contra derrames e infarto. “Os vasos ficam mais elásticos e mais propícios a se dilatarem quando há alguma obstrução. Isso impede que as artérias parem de transportar sangue ou entupam”, diz Paulo. A caminhada também regula os níveis de colesterol no corpo. Ela age tanto na diminuição na produção de gorduras ruins ao organismo, que têm mais facilidade de se acumular nas paredes dos vasos sanguíneos e por isso causar derrames e infartos, como no aumento na produção de HDL, mais conhecido como colesterol bom.
  11. DIABETES:
    A insulina, substância que é responsável pela absorção de glicose pelas células do corpo, é produzida em maior quantidade durante a prática da caminhada, já que a atividade do pâncreas e do fígado são estimuladas durante a caminhada devido à maior circulação de sangue em todos os órgãos. Outro ponto importante é que o treinamento aeróbico intenso produzido pela caminhada é capaz de reverter a resistência à insulina, um fator importante para o desenvolvimento de diabetes. Assim fica comprovado que os exercícios têm ainda mais benefícios contra o mal do que se pensava anteriormente. “Quanto maior a quantidade de insulina no sangue, maior a capacidade das células absorverem a glicose. Quando esse açúcar está circulando livremente no sangue, pode causar diabetes“, explica o fisiologista da Unifesp.

FONTE: WWW.MINHAVIDA.COM.BR

4 maneiras para usar o tomate nas refeições

Considerado um dos ingredientes mais versáteis, o tomate é um dos frutos que está sempre presente nas refeições diárias, seja incrementando uma salada ou dando cor e sabor ao prato principal.

Além de ser delicioso, o tomate possui propriedades benéficas para o funcionamento do organismo. Rico em antioxidantes, vitaminas e minerais importantes, o fruto ajuda a reduzir níveis de açúcar no corpo, além de melhorar o aspecto da pele e até auxiliar na saúde dos ossos devido à presença de vitamina K (popular pela sua atividade na prevenção da osteoporose e osteopenia) e cálcio.

Por não ter o gosto doce, o tomate ficou conhecido como um legume, mas, na verdade, ele faz parte do grupo dos frutos. “O fato interessante é que ele também não é salgado, azedo ou amargo, mas sim um alimento umami. O tomate oferece uma deliciosa experiência gastronômica e, quanto mais maduro, maior a concentração de umami em suas propriedades”, explica a chef e nutricionista do Comitê Umami, Lisiane Miura, referindo-se ao quinto gosto básico do paladar humano, descoberto em 1908 pelo cientista japonês Kikunae Ikeda.

Para variar o cardápio e aproveitar da versatilidade do alimento, a chef listou quatro modos de preparo simples e fáceis:

Recheado
Uma das versões mais gostosas é o tomate recheado. “O diferencial do tomate é que ele combina com os mais diversos alimentos, podendo ser recheado com ricota ou ovo. Para deixar o prato com muito mais sabor, rico em umami, vale preparar uma deliciosa farofa de pão e parmesão para o recheio. Para isso, basta misturar em uma tigela pão de forma esmigalhado, parmesão ralado e salsa picada. Regue com azeite para que a farofa fique bem úmida e recheie o tomate sem o miolo e temperado com uma pitada de sal. Feito isso, basta levar ao forno por uns 25 minutos para o tomate ficar levemente macio e o recheio dourar na superfície. Fica uma delícia ”, sugere a nutricionista.

Sopa
“A sopa de tomate, além de deliciosa por si só, permite misturar diferentes sabores, texturas e aromas, deixando-a ainda mais agradável e gostosa”, afirma Lisiane. “Uma sugestão é salpicar o queijo parmesão ralado, acrescentar algumas folhinhas de manjericão para dar um sabor extra e complementar com torradinhas. A ideia é deixar o preparo mais criativo e repleto de nutrientes, já que, quando quente, o calor no tomate aumenta a biodisponibilidade do licopeno, ótimo para o organismo”, reitera.

Para os dias mais quentes, uma ótima sugestão é o gaspacho, que é uma sopa fria de origem espanhola preparada com tomates bem maduros, pepino, pimentão, alho pão amanhecido, vinagre de vinho tinto e azeite de oliva. Todos os ingredientes devem ser batidos no liquidificador até formar um creme levemente espesso. O ideal é servir o gaspacho bem gelado e acompanhado de croûtons e legumes picados como pepino, pimentão e tomate.

Assado
“Muito conhecidos, os deliciosos tomates confit são uma opção de prato com sabor sem igual. Eles podem servir como uma entrada, acompanhados de uma torrada, ou mesmo como complemento em uma refeição”, ressalta Lisiane. O método de “confitar” significa cozinhar o alimento no forno com alguma gordura, como por exemplo, o azeite, até ficar bem macio. O tomate Holandês, vendido em galhinhos, é ideal para essa preparação, mas você também pode usar o tomate italiano ou do tipo Débora. O importante é que estejam bem maduros. “Aproveite e acrescente um pouco de alecrim fresco e dentes de alho inteiros para deixar tanto o aroma quanto o sabor ainda mais especiais. Outra sugestão para incluir o tomate assado é preparar uma deliciosa bruschetta como opção de lanche”, complementa.

Patê
“Essa ideia é ótima para servir como petisco. O patê de tomate é simples e possui um gosto suave e delicado. Para prepará-lo, basta colocar a mistura com azeite, cebola e tomate, sem pele e sem sementes, em fogo médio, e depois bater no liquidificador até virar uma pasta. Acrescente o pão de forma sem casca e esfarelado, e misture bem. Tempere a gosto e aproveite para fazer sucesso com essa entrada”, sugere a chef.

*Post colaborativo enviado por Race Comunicação

Carola Duarte nas redes sociais:
 Me siga no Instagram: @blogcaroladuarte
 Curta a Fan Page: /blogcaroladuarte
 Se inscreva no canal no Youtube: /blogcaroladuarte
 Twitter: caroladuarte
 Pinterest: caroladuarte
 Use as hastags: #blogcaroladuarte #dicadacarola