Colaboradora de Conteúdo: Carolina Ferriolli e a Psicologia do Emagrecimento

Bem Estar

 Alimentacao

Qual a sua fonte de prazer?

De acordo com o dicionário Aurélio a definição de prazer é: contentamento, alegria, jovialidade, satisfação, deleite, delícia, boa vontade, agrado, distração, divertimento.

Segundo a Revista Super Interessante, o apetite é, antes de tudo, um instinto. Precisamos comer para sobreviver, assim como precisamos respirar, beber e dormir. É um instinto tão poderoso que pessoas esfomeadas não conseguem pensar em outra coisa senão em comida. Mas os seres humanos, ao longo de sua evolução, transformaram o ato de comer em algo muito mais significativo que a mera satisfação de uma necessidade. Comer é prazer. É uma das mais ricas experiências sensoriais que podemos ter. Comer é, também, um ato emocional. Traz conforto, tranquilidade e, às vezes, culpa. Influencia nosso humor e disposição. Para alguns, chega a ser uma experiência espiritual.

Visto que nossas células se renovam a cada dia, cada ato de se alimentar é o momento de escolher com quais matérias primas queremos que nosso corpo seja construído. Em nosso cérebro existe uma área denominada Centro de Recompensa e esta é inundada por hormônios como a dopamina toda vez que comemos e sentimos prazer nisso.

A maioria das pessoas pensa que é preciso escolher um time: o das que comem comidas gostosas e são felizes ou o das que se sacrificam para emagrecer. Mas será que isso é verdade? Não, não é. Tudo depende de quais são nossas fontes de prazer, se for apenas o prazer momentâneo do alimento seguido da culpa, você faz parte do primeiro grupo.

Porém, se a fonte de prazer está também em atingir objetivos de um corpo saudável e em forma, vestir uma roupa que não servia mais ou receber um elogio em relação ao seu corpo, parabéns, você faz parte do segundo grupo.

A boa notícia é que é possível migrar de um grupo para outro, para isso é preciso ter metas, persistência e foco, além de mudar as fontes de prazer, que são várias e pessoais. Além disso, uma vez alterado os estímulos prazerosos, as chances destes se tornarem parte da vida e substituírem os antigos são grandes. E você, quais são suas fontes de prazer?

Carolina Ferriolli, 27 anos, psicóloga formada em Ribeirão Preto, com experiência em atendimento a crianças, adolescentes e adultos com demandas nas áreas escolar, familiar, casal, orientação profissional, transtornos alimentares, auxílio no processo de emagrecimento e autora do blog www.pensefit.com.br.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe um comentário


Tags permitidas: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>



Carola no Instagram

Nenhuma foto encontrada no momento...